10 de nov de 2011

Coisa de Amiga - O papel dos pais no estabelecimento de limites



Hoje no Coisa de Amiga, tenho a honra de receber a visita da Dra. Monica de Farias Martins. A Dra. Monica acompanha o Cauê como Psicopedagoga e agora também será minha terapeuta! Criei uma afinidade muito grande com a Monica e gosto muito de conversar com ela. Pra mim, não a vejo apenas como a profissional Monica, mas também como uma amiga, onde posso desabafar.

A Dra. Monica, falará sobre um tema que com certeza aflinge aos pais e mães que é a imposição de limites. Tenho um filho de 12 anos e tem hora que me vejo de mãos atadas para algumas atitudes. Educar e impor limites aos nossos filhos, hoje é um grande desafio, não é mesmo? Mesmo pra quem tem bebê, com certeza, já devem pensar como vai ser a questão de impor limites a eles, pois desde muito cedo, eles já demonstram por meio de birras, deixando aflorar um pouco da sua personalidade quando são contrariados, nos "testam", quandoo falamos NÃO e insistem para ver até onde vai realmente nossa autoridade. Vamos ao texto? Espero que gostem e mandem seus comentários, dicas, sugestões. Boa leitura!


O PAPEL DOS PAIS NO ESTABELECIMENTO DE LIMITES
O estabelecimento de limites começa na família e muito cedo.
Segundo Tânia Zagury, “Ninguém pode respeitar seu semelhante se não aprender quais são seus limites, isso inclui compreender que nem sempre se pode fazer tudo o que se deseja na vida. É necessário que a criança interiorize a idéia de que poderá fazer a maioria das coisas que deseja, mas nem tudo e nem sempre”.
A criança deve aprender o que deve ou não fazer. É responsabilidade dos pais dar limites nos filhos. A escola muito contribui mas, nunca substituirá os pais.
Educar é um processo muito complexo, geralmente as crianças não aceitam logo as explicações dos adultos, e é preciso repetir anos a fio um mesmo objetivo para alcançá-lo.
É importante lembrar que impor limites como tudo na vida, é uma questão de bom senso. Castigos e repressões não têm utilidade, se na relação pais e filhos não houver diálogo, compreensão e amor.
O limite prepara os filhos para o futuro. Fortalecendo-os para lidarem com as frustrações que todos passamos na vida e estrutura a personalidade, ajudando a criança desde cedo a discernir o certo do errado.

Conseqüências da falta de limite:

- Desinteresse pelos estudos

- Falta de concentração

- Falta de capacidade de suportar dificuldades

- Falta de persistência

- Desrespeito pelo outro

Quando você dá limites, você está dando amor. Amar também é dizer não.

Gostaram do texto? Eu gostei!

Quer saber um pouco mais sobre a Dra. Monica?







MONICA DE FARIAS MARTINS
Graduada em Psicologia pela Universidade de Guarulhos - 1992
Pós Graduada em  Psicopedagogia – 2003
Experiência de mais de 15 anos em Recrutamento, Seleção e Treinamento de Pessoal
Atendimento de crianças, adolescentes e adultos com dificuldades de aprendizado, transtornos emocionais e dificuldades de relacionamento em geral.
Ministra cursos em palestras em escolas e empresas.
Fones: 3436.7061 / 93776851
e-mail: monicafmartins@uol.com.br


Até a próxima!

Nenhum comentário: