6 de out de 2011

Coisa de Amiga: Quando o milagre acontece...

Bom dia a todos!

Como prometido, hoje inauguro uma sessão semanal ou quinzenal (Isso vai depender do fluxo de informações), mas é uma parte no blog, que eu queria ter feito desde o início, pois sempre achei importante ler outras histórias, opiniões.

Desde que eu decidi criar o Blog, sempre quis que minhas amigas pudessem participar de alguma forma aqui nesse cantinho. Tenho algumas amigas que estão vivenciando esse momento mãe (umas estão grávidas, outras já estão com os bebezinhos, outras os filhos já estão grandes) e todas elas possuem experiências e histórias incríveis, mas não possuem blog.

Pensando nisso, já tinha em mente em criar o COISA DE AMIGA. Um espaço para as minhas amigas que não fazem parte da blogsfera, mas possuem tantas histórias quanto eu. E por que não divulgá-las, não é mesmo? Acredito que todo mundo, inclusive eu, sempre temos algo a compartilhar.

E para estrearmos essa nova sessão, tenho o prazer de apresentar uma amiga muito querida, a Joana. Ela está na 36ª de gestação do Miguel e já é mãe do Gustavo de 14 anos. Vale a pena ler a história dela.

Boa Leitura!


 
Ser mãe pela segunda vez...


Sabe quando a gente acredita que não há mais possibilidade de ter outro filho, mas agradece a dádiva de ter tido o primeiro? Pois a vida nos mostra que tudo isso pode mudar, nos mandando um segundo filho.

Sim, eu já tinha perdido a esperança de engravidar novamente, pois desde quando o meu médico disse que a chance de acontecer era muito mínima, porque após uma ultrassom do útero, descubro que tenho vários miomas, a principio me deixou chocada:  Porque comigo ? Será que era merecido? ou até mesmo, eu tinha culpa? Pois devo ter descuidado de mim mesmo!!! Enfim, depois de conversar com o meu médico e me informar sobre os miomas, descobri que simplesmente acontece com 30% das mulheres e isso me fez conformar e aceitar, já que eu  já tinha sentido o sabor de ser mãe.

E o que a vida mostra pra gente nesta historia toda, ou melhor, Deus, nos reserva muitas surpresas e mostra que não é a gente que impõe o que queremos e sim o que ele traçou pra nós.

Pois é, foi num período de férias familiar, em janeiro de 2011, num lugar maravilhoso, que é a casa dos meus sogros, melhor dizendo, na beira do rio Cipó, nas Minas Gerais, que eu e meu marido sempre passamos as férias, foi concebido nosso segundo filho...

Então, como explicar a falta de possibilidade de engravidar? Por isso eu digo que é Deus quem traça nosso destino, eu acredito que ele quis me dar essa felicidade.

Sabe, eu tenho o hábito de escrever em um caderno os meus sentimentos, não é todo dia, mas sinto essa vontade e simplesmente faço e lendo o que se passou em janeiro percebo que já estava passando pelo processo de ser mãe novamente e gostaria de compartilhar no blog da minha amiga Patrícia. É um pouco sentimental, mas era o que eu estava sentindo naquela época e começa assim:

28 de Janeiro de 2011: “Engraçado, me sinto tão sentimental esses dias, é com uma palavra, é uma música, um pensamento... uma lembrança, que simplesmente me dão vontade de chorar, será que ficamos mais velhos e ficamos tão sentimentais assim? Não sei, mas me sinto bem assim, aliás, tenho sentido mudanças por vir, mas quando? Como vai acontecer ? É, só Deus pra me mostrar, mas me sinto preparada e disposta a ver e sentir, e espiritualmente, estou disposta a entrar nessa nova fase, pois eu acho que vou me conhecer melhor, me encontrar, me amar. Sim... tenho que fazer isso por mim, para poder me tornar uma pessoa melhor. Eu estou lendo um livro chamado, A Cabana, e tem uma frase que gostei muito que diz: (Crescer significa mudar e mudar envolve riscos, uma passagem do conhecido para o desconhecido). Bom, acho que é isso que estou buscando, mudar... e mudar comigo mesma para me sentir bem e livre e assim melhorar internamente e externamente”

Enfim, acredito que Deus já estava me preparando para ser mãe de novo, pois no dia 01 de março de 2011, tive a confirmação que estava grávida e custei acreditar, pois já não tinha mais esperança que pudesse acontecer e nem pensava mais nisso. E percebo que a vida nos surpreende a cada dia e Deus nos prepara pra tudo nessa vida, é só a gente prestar atenção.

Hoje estou com 36 semanas e falta pouco para finalmente conhecer o nosso Miguel. Esse será o nome do nosso pimpolho, que virá pra unir mais ainda minha família, que é formada por mim, o Jai e o Gustavo, meu filhão que já está com 14 anos.

Estou muito feliz. Não foi fácil segurar essa gravidez, pois corri o risco de perder o bebê por conta dos miomas. Meu médico disse que esse bebê é persistente, pois dificilmente, no estado que me encontrava, poderia manter essa criança em meu ventre. Penso que sou abençoada por Deus por ter me confiado essa linda tarefa, “Ser mãe”.

Essa gravidez tem me dado muitos sentimentos e tem me feito perceber o quanto um ser iluminado e que a gente nem sabe como vai ser, pode fazer diferença na vida da gente. Por isso agradeço
a Deus por tudo isso, continuar com minha família e melhor ainda, poder aumentá-la.

Joana


Lendo a  história da minha amiga Joana, afirmo mais uma vez que nunca podemos desistir de nada. A lei do livre arbítrio nos permite fazer as coisas da nossa maneira, mas tudo tá escrito, MAKTUB. Tudo está nas mãos de Deus, do plano superior e cabe a nós termos paciência para recebermos tudo no momento certo!
Te adoro amiga!
P.S.: O perfil da Joana, está na aba direita do Coisa de Amiga.

Até a próxima!

Nenhum comentário: